Tipos e exemplos de segmentação de mercado


1- Segmentação geográfica

Uma das mais simples, a segmentação geográfica identifica o local onde se encontram seus clientes ou consumidores. É muito comum para negócios B2B que definem suas áreas de atuação para organizar gerências de vendas e times de vendedores.

Nos negócios B2C pode ajudar a determinar novos mercados a serem conquistados e, principalmente, diferentes tipos de ações para cada segmento geográfico.

Por exemplo: uma rede de fast food pode ter um cardápio diferenciado para cidades litorâneas ou mais quentes, com variações em relação ao que é servido em centros urbanos ou no interior.

A segmentação geográfica usa parâmetros como: Estado, cidade, bairro, endereço, CEP, se é uma zona rural ou urbana, residencial ou comercial, entre outros

Exemplos de segmentação geográfica:

  • Clientes localizados na cidade de Curitiba

  • Clientes residentes em cidades de praia do litoral Norte de São Paulo

  • Clientes que moram ou trabalham em um raio de 2 km de cada ponto de venda

2- Segmentação demográfica

Outro dos mais comuns exemplos de segmentação, determina informações bastante específicas e frias, como idade, gênero, ocupação e classe social.

Com o comportamento do consumidor se tornando cada vez mais dinâmico e variado, essa segmentação deve ser complementada com os demais tipos, principalmente a comportamental e a psicográfica.

Veja exemplos de segmentação demográfica:

  • Estudantes universitários da classe B

  • Donas de casa, casadas e com filhos, das classes A e B

  • Jovens solteiros das classes B e C, entre 20 e 35 anos, que trabalham e estudam à noite

3- Comportamental

A segmentação comportamental, atualmente, pode ser determinada com bastante precisão com auxílio de dados analíticos, principalmente por quem usa sistemas de CRM e automação de marketing.

Com esta segmentação é possível determinar padrões de uso que ajudam a definir ações promocionais mais assertiva, desenvolver novos atributos em produtos e serviços e personalizar a experiência de consumo de seus clientes.

Normalmente usa parâmetros como frequência de uso, sensibilidade ao preço, benefícios procurados, grau de lealdade ou fidelidade à marca e prontidão para comprar.

Exemplos de segmentação comportamental:

  • Clientes que consomem o produto diariamente

  • Clientes que param de comprar por um tempo sempre que há aumento de preços

  • Clientes que compram mais toda vez que se oferece um combo com brinde

Com base em cada uma dessas segmentações acima, uma empresa poderá definir diferentes promoções ou ações no ponto de venda.

4- Segmentação psicográfica

A segmentação psicográfica está mais ligada a valores e crenças de seus clientes e consumidores e tem se mostrado uma poderosa ferramenta de marketing, pois permite se conectar de forma mais intensa e emocional com eles.

Este tipo de percepção, quando o cliente nota que compartilha os mesmos valores com uma marca, pode trazer grandes benefícios, principalmente no que se refere a fidelidade e lealdade, podendo gerar inclusive advogados da marca, isto é, clientes que a defendem de críticas e fazem recomendações para seu círculo de contatos.

Entre os atributos que definem uma segmentação psicográfica podemos listar o estilo de vida, a personalidade, valores e atitudes.

Confira alguns exemplos de segmentação psicográfica:

  • Pessoas que praticam esportes radicais cotidianamente

  • Vegetarianos

  • Nerds, Hipsters, Socialites e outros “rótulos”

Posts recentes

Ver tudo

Fonte: adaptado de LAS CASAS (2006). Professor Carlos Augusto M. Costa Faculdade Católica do RN A evolução no decorrer do tempo das principais definições e de seus principais autores: American Marketi