Como criar os objetivos de aprendizagem de uma aula?

Para responder esta pergunta, façamos outra: "O que exatamente quero que meus alunos consigam fazer após a aula?". Esta resposta indicará os objetivos de aprendizagem. Tenha em mente que os objetivos de aprendizagem da unidade devem atender aos resultados do curso.


Na tendência de perspectiva mais tecnicista é a descrição clara do que se pretende alcançar como resultado da atividade. Tais objetivos devem começar por um verbo no infinitivo e, como regra geral, ter um “para que”, ou seja, a frase deve ser composta por duas sentenças. Assim: Objetivo = Habilidade desenvolvida + qual a razão de desenvolver essa habilidade.

Para isto temos a tabela de taxonomia de Bloom, que é um esquema organizado das relações entre dimensões do processo cognitivo, afetivo e psicomotor. Falarei sobre o processo cognitivoe seus níveis, com as habilidades e competências almejadas, assim como 6 verbos de ação.


Pirâmide da Taxonomia de Bloom


É de utilização bastante prática, uma vez que permite, a partir da utilização de uma tabela do Domínio Cognitivo e perceber facilmente qual o verbo a utilizar / aplicar, em função do comportamento esperado, organizando os objetivos de aprendizagem em seis níveis, os quais são, por ordem crescente de complexidade os seguintes:


Segundo a taxionomia cognitivista, há seis níveis gerais que podem ser tomados como objetivos a serem alcançados. Veja os verbos geralmente utilizados para expressá-los:

  • Conhecimento – Conhecer, apontar, criar, identificar, descrever, classificar, defi- nir, reconhecer e relatar no final.

  • Compreensão – Compreender, concluir, demonstrar, determinar, diferenciar, discutir, deduzir, localizar.

  • Aplicação – Aplicar, desenvolver, empregar, estruturar, operar, organizar, prati- car, selecionar, traçar.

  • Análise – Analisar, comparar, criticar, debater, diferenciar, discriminar, investi- gar, provar.

  • Síntese – Sintetizar, compor, construir, documentar, especificar, esquematizar, formular, propor, reunir, voltar.

  • Avaliação – Avaliar, argumentar, contratar, decidir, escolher, estimar, julgar, me- dir, selecionar.


Os resultados são:

  • Conhecimentos (conceitos, fatos, princípios, teorias, interpretações, idéias organizadas, etc.) e;

  • Habilidades (o que deve aprender para desenvolver suas capacidades intelectuais, motoras, afetivas, artísticas, etc.).



Veja outro exemplo dos níveis cognitivos na tabela abaixo:


Fonte: https://blog.saseducacao.com.br/taxonomia-de-bloom/


Agora alguns exemplos - lembrando que: depende do conteúdo/disciplina/objetivos do curso.


Exemplo 1: OBJETIVOS DA UNIDADE » Entender a Educação no século XXI e o conceito da Educação a Distância (EaD); » Conhecer as concepções e a legislação da EaD; » Entender os recursos tecnológicos disponíveis para a EaD; » Aprender sobre a metodologia EaD do grupo Ser Educacional.


Exemplo 2: OBJETIVOS DA UNIDADE » Identificar a importância do uso da tecnologia nos processos de ensino e aprendizagem; » Conhecer a Sala de Aula Virtual; » Conhecer a modelagem educacional do Grupo Ser Educacional; » Identificar as ferramentas de interação e aprendizagem disponíveis na Sala de aula virtual do Grupo Ser Educacional.


Exemplo 3: OBJETIVOS DA UNIDADE » Identificar as competências necessárias para o estudo a distância; » Aplicar estratégias que potencializem a aprendizagem a distância; » Contextualizar a estrutura organizacional na modalidade Digital, reconhecendo os componentes e respectivas competências.


--

O que achou da Taxonomia de Bloom? Ele pode ajudá-lo a planejar e organizar melhor o trabalho em sala de aula, e facilitar o aprendizado. Já utiliza? Deixe um comentário!